O Projeto TAMAR Salvador é um projeto conservacionista brasileiro, que revolucionou a luta pela preservação de espécies ameaçadas de extinção. Atua na busca pela preservação das tartarugas-marinhas ameaçadas de extinção.

O Museu do TAMAR da Praia do Forte foi criado em 1982. Junto com a base de pesquisa, ocupa uma área total de dez mil metros quadrados, cedida pela Marinha do Brasil/Comando do IIº Distrito Naval, no entorno do farol Garcia D’Ávila.

Projeto TAMAR Salvador

A biodiversidade, a beleza natural e a riqueza histórica e cultural desta região turística fazem do Museu um dos mais frequentados do Brasil, atendendo a cerca de 600 mil pessoas/ano, entre membros da comunidade, estudantes, pesquisadores e turistas brasileiros e estrangeiros.

Está juntamente com o de Florianópolis, entre os 5 museus mais visitados do Brasil em suas respectivas regiões, de acordo com o Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM.

Entre tanques e aquários, são 600 mil litros de água salgada com exemplares da fauna marinha da região e de quatro das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, em diferentes estágios do ciclo de vida. Tem multimídia, cinema, vídeo, aquários, tanques, exposição permanente de painéis fotográficos, loja e restaurante. Um espaço cultural recebe eventos com artistas nacionais, internacionais e locais. As informações estão distribuídas por todo o espaço, através de painéis em português e inglês.

Serenata no TAMAR – No Espaço Cultural do TAMAR Praia do Forte, todos os sábados, a partir das 20 horas, encontre o melhor da cozinha local e música de primeira. A cada semana, uma apresentação especial dá o tom da noite, em um ambiente ideal para estar com a família e amigos. Já são três anos de rock, blues, jazz, samba, reggae, axé, MPB, gêneros variados, artistas consagrados e grupos locais. Música, cultura, ciência e gastronomia para a conservação das tartarugas marinhas

Projeto TAMAR Salvador Valor da Entrada

Para consulta sobre valores da entrada acesse o site.

*Gratuidade para membros da comunidade da Praia do Forte mediante comprovante de residência em seu próprio nome.
A gratuidade não se estende a parentes que não moram na Praia do Forte.

Projeto TAMAR História

Em junho de 1981, quando os pesquisadores do TAMAR chegaram, Praia do Forte era uma pequena vila com 500 moradores, sem luz elétrica, onde se chegava atravessando de balsa o rio Pojuca. A convivência com os habitantes foi fundamental. A relação com a comunidade foi nascendo aos poucos, premiando quem viesse avisar sobre uma tartaruga desovando, participando da realidade local.

O cavalo foi substituído por um jipe de segunda mão, doado, e a casa emprestada virou alojamento. Com melhor estrutura de trabalho, dedicação e conscientização dos moradores e veranistas, a base de pesquisa e o centro de visitação foram se consolidando. Em duas décadas, a vila se transformou em pólo turístico nacional e internacional e o TAMAR Praia do Forte chega a receber duas mil pessoas por dia, em épocas de maior movimento.

Projeto TAMAR Salvador Visitas

Cada atividade tem seu dia e horário. O visitante faz sua escolha, guiando-se por um painel com o cronograma.
Para tirar dúvidas, há monitores nos pontos de encontro, de onde saem as visitas orientadas, e em toda a área do Museu.

visitas programadas para escolas, universidades e grupos organizados, com duração aproximada de uma hora e meia. Todos podem ter acompanhamento de um biólogo, veterinário ou monitor.

Horário de Funcionamento Projeto TAMAR Salvador

  • Diariamente das 7h às 21h

Endereço e Telefone Projeto TAMAR Salvador

  • Praça Gago Coutinho, s/n – São Cristóvão, Salvador – BA – CEP: 41510-045
  • Telefone: (71) 3676-1045

Outras informações e site

Mapa de localização

Projeto TAMAR Salvador
Rate this post